Preparado!?

19/05/2010 17:08

 

 

Nos dias de hoje, muitos irmãos, ainda não sabem o real sentido e o valor de uma Santa Missa. Alguns vão apenas por um sentido de obrigação ou influencia de amigos e parceiro (a), e estes que vão por influencia ficam conversando ou pensando em assuntos paralelos e não se dedicam ao real motivo que é estar lá por Cristo. Grande parte deles acaba por abandonar a Igreja e deixam de ir à missa por acharem uma coisa repetitiva, desconhecendo o verdadeiro conteúdo de uma Celebração da Eucaristia. Evangelizar também é ensinar o verdadeiro sentido dos sacramentos da Igreja, portanto você pode aprender também a mostrar o sentido missa aos seus parentes, familiares, amigos e vizinhos. Eduque seus conhecidos na fé! Fale de Deus com todos! Afinal, se Deus é uni presente ele está em tudo e tudo veio dele, por isso não tenha medo nem vergonha! Entenda que Deus realmente está falando diretamente conosco durante a missa. É preciso tornar-se criança no sentido de inocência e humildade para participar bem e aproveitar todas as bênçãos que provém dos céus durante a missa Quando por os pés na igreja deixe de lado seus problemas e preocupação para que assim possa se entregar.

O Evangelho não fala em momento algum de individualismo, pois é ensinado a viver fraternalmente segundo a Palavra de Deus. O próprio céu não é visto como indivíduos isolados, mas sim como uma multidão em festa. A Igreja é o povo de Deus. Com ela, Jesus fez a Nova e Eterna Aliança no seu Sangue. A palavra Igreja significa Assembléia. É uma comunidade reunida na fé, no amor e na esperança pelo chamado de Jesus Cristo. A missa foi sempre o centro da comunidade e o sinal da unidade, pois é celebrada por aqueles que receberam o mesmo batismo, vivem a mesma fé e se alimentam do mesmo Pão. Todos os fiéis formam um só "corpo". São Paulo disse aos cristãos: "Agora não há mais judeu nem grego, nem escravo, nem livre, nem homem, nem mulher. Pois todos vós sois um só em Cristo Jesus" (Gálatas 3,28).

Se ela é a celebração dedicada ao Pai, não podemos ficar isolados, mudos, cada um no seu canto. A nossa fé, o nosso amor e os nossos sentimentos são manifestados através dos gestos, das palavras, do canto, da postura e também do silêncio em certos momentos. No momento certo o canto e gesto têm força da palavra. A liturgia atinge dois pontos: o divino e o humano. Ela nos proporciona um encontro com Deus. Portanto, a Missa é mais do que um amontoado de orações: ela é a dedicação do próprio Cristo, que assume todas as nossas orações individuais e coletivas para nos oferecer ao Pai. O canto não serve apenas para “atrair” pessoas para a missa, está a serviço do louvor de Deus e de nossa santificação, para nos ajudar a rezar. E cada canto deve estar em sintonia como momento litúrgico que se celebra.

O padre é aquele que administra os sacramentos, realiza a cerimônia e cuida da santificação da comunidade. As leituras são escolhidas pela Igreja conforme o tempo do ano no qual estamos. No momento da eucaristia somos convidados pelo padre, que representa a figura de Cristo, para celebrar a memória do Senhor. Iniciam-se com as oferendas. A comunidade oferece seus sacrifícios através do pão e do vinho entregues ao Sacerdote para a transformação. Levando para o altar as ofertas, significa que o pão e o vinho estão saindo das mãos do homem e da mulher que trabalham. Toda e qualquer oferta é um sinal de gratidão e ajuda na manutenção da igreja. Na Missa nós oferecemos a Deus o pão e o vinho que, pelo poder dele, mudam-se no Corpo e Sangue do Senhor. Um povo de fé traz apenas pão e vinho, mas no pão e no vinho, oferece a sua vida. O padre derrama algumas gotas de água no vinho que simboliza a união da natureza humana com a natureza divina. E assim como a água colocada no cálice torna-se uma só coisa com o vinho, também nós, nos unimos a Cristo para formar um só corpo com Ele.

Novamente começa o Sacrifício de Jesus e diante de nós está o Calvário, e agora somos nós que estamos ao pé da Cruz. No silêncio profundo e no recolhimento do nosso coração adoramos o nosso Salvador, que está crucificado diante de nós. Devemos oferecer a Jesus, nossas dores, misérias e sofrimentos para ser crucificado junto com ele, na esperança da vida-eterna. Tudo isso não podemos ver do corpo, mas temos que ver do coração e da alma.

"EIS O MISTÉRIODA FÉ" - Este é o "Mistério de Deus" que só é visto por quem crê.

Por isso dá próxima vez for participar de uma missa pense duas vezes se realmente poderá dar o verdadeiro valor que ela tem e representa.

 cross.gif (10456 bytes)